Skip to content
24 de maio de 2017 / dosesdeincoerencia

Do frio que faz

O que me machuca nem é tanto o seu desamor
Mas muito mais a indiferença
É saber que o modo que te fazia sorrir antes já não faz mais sentido
As brincadeiras se tornaram inconvenientes
As palavras cheias de nada
A casa cheia de espaços vazios, principalmente quando estamos nós duas.

As vezes quando estás ao meu lado chego a gelar por dentro
O ar sai gélido de seus poros e tua frieza alcança até minhas vísceras
Aliás, matastes todas as borboletas que por lá voavam

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: