Skip to content
24 de setembro de 2015 / dosesdeincoerencia

do tempo que passou

engraçado como quase nada mudou.
A frustração dos grandes sonhos não realizados continua, e agora não se sabe mais sonhar tão alto.
A repelência da família a minha sexualidade permanece intacta

A diferença é que já não ligo para nada disso. E nem falo de apatia, mas de estar tão cansada de lutar contra tudo (ou o nada), que já não importa mais: a opinião que não transmite aceitação; o que vai ser do ano que vem; o que vai ser dos nós no futuro.

Quero o hoje: o encontro no final do dia, os devaneios no bar, os cochilos de Domingo a tarde. E direcionar o passo pr’aquilo que transmite benesse no aqui-e-agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: